EXCELÊNCIA EM REABILITAÇÃO VISUAL COM LENTES DE CONTATO ESPECIAIS

Pesquisar este blog

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Adaptação de Ultracone de Última Geração em Ceratocone Extremo

Seguindo na linha das adaptações consideradas impossíveis, segue um vídeo no qual a paciente M.F., 22 anos, usa no olho direito uma Ultracone MS Advance, de curva 66x45 grau -26.50 diâmetro 10.2 mm. material UltraHydroGP. No olho esquerdo, a paciente fez um implante de segmentos de anéis intra-estromais em um olho que tinha uma curvatura extrema, usava uma Ultracone MS Advance de curva 71.50 x 48 grau -31.00 e diâm 11.5 mm. Após a colocação dos anéis, a curvatura baixou para 58x45 -17.00 mas nenhuma lente especial ficava boa, então desenvolvemos a Ultracone PCR (Post Corneal Ring), primeira lente desenvolvida para este fim em todo mundo. Acuidado Visual 20/30, usando as lentes entre 14 e 15 horas por dia, por enquanto sem sinais clínicos de erosão, hipoxia, aderência ou ceratite. A paciente foi indicada para Ceratoplastia, mas precisa de visão para tocar a vida. Com 22 anos e no auge de sua juventude, sem o uso destas lentes ela não consegue ver nada.


video

Music by: Dj Tiesto - Beautiful Things *

É importante citar que estes casos necessitam de um acompanhamento mais freqüente do que os demais casos, logo é recomendável que o paciente seja visto pelo oftalmologista em uma freqüência de 3 a 6 meses, para acompanhamento e verificação se não há necessidade de modificação da lente e se a saúde fisiológica da córnea e o conforto estão preservados. A lente do olho esquerdo deste caso, a lente inicialmente está com pouca mobilidade, mas no decorrer de alguns minutos passou a ter uma melhora sensível na mobilidade, como já é possível perceber no final do filme.

Estas lentes especiais de alta performance para casos de ceratocone avançados extremos foram possíveis por uma intensa e constante pesquisa clínica e científica conduzidas pela Ultralentes e pelo Instituto de Olhos Dr. Saul Bastos (IOSB). Já estávamos fazendo até então, curvaturas de até 65 dioptrias em 1998. O Dr. Saul tinha alguns pacientes já na época usando protótipos dessa lente em curvas maiores de 60 dioptrias. O foco na performance é a nossa obstinação, e que nos alegra é saber que poderemos ajudar a milhares de pacientes com casos semelhantes, que estão na fila de espera do transplante de córnea, e poderão ter uma qualidade de vida e de visão no mínimo satisfatória durante esse período. Também ficamos felizes em saber que se os pacientes submetidos a ceratoplastia, seja a penetrante ou lamelar, se necessitarem poderão ser beneficiadas com as lentes Ultraflat MS, específicas para estes casos, logicamente aguardando o tempo necessário para a total recuperação e cicatrização do enxerto.

As pesquisas clínicas e científicas desenvolvidas pela equipe do IOSB e pela equipe Ultralentes, ajudam na reabilitação visual de milhares de pacientes por ano, com aprimoramento constante em materiais e tecnologias. Os pacientes do Instituto de Olhos Dr. Saul Bastos são beneficiados ainda mais por estarem diretamente atendidos por toda uma sofisticada tecnologia e de recursos que permitem que tenhamos um índice de sucesso em adaptações especiais dos mais altos do mundo, em torno de 99,8% dos casos.

Esta é uma homenagem que faço a meu pai, Dr. Saul Bastos, que me deu toda uma base de conhecimentos para desenvolver estes trabalhos científicos com grande sucesso, e que me possibilitou estudar e trabalhar nos EUA e Europa com alguns de seus professores, os quais também foram meus mestres. Poucas, mas muito poucas pessoas no mundo, puderam trabalhar com os maiores especialistas no mundo em "design", adaptação e modificação de lentes de contato. Minha missão é ajudar as pessoas que precisam de uma "luz no fim do túnel".

Muito obrigado pai, continue me iluminando com a sua sabedoria e com o seu amor.

Luciano Bastos

Diretor IOSB - Ultralentes - Scitech Porton Technologies

*O áudio do filme é de uma música que tem uma letra interessante, se você puder compreender a letra, entenderá.

domingo, 16 de setembro de 2007

Adaptação de Lente Especial em Ceratocone Extremo

"Existem casos em que os melhores resultados são aqueles possíveis de se obter, e não aqueles que gostaríamos de obter." Dr. Saul Bastos - IOSB

"Esta frase que meu pai costumava lembrar em alguns casos realmente desafiadores e difíceis de resolver ainda é muito verdadeira, entretanto em 2004, antes de sua morte, estávamos próximos de desenvolver lentes com desenhos ainda mais complexos para casos de ceratocone avançado a extremos. Este caso abaixo, de um paciente tratado em 2007, mostra uma Ultracone personalizada, denominada por mim como uma Ultracone TriCurve MS. Trata-se de uma lente Ultracone com três curvaturas (71x48x45 poder -29.50 dioptrias e diâmetro 11.5 mm.) asféricas e duas de geometria reversa (curva reversa) mais uma periferia com 'blending' asférico." Luciano Bastos (Técnico em LC pela CLAO-USA) - IOSB

Para ver o artigo na íntegra, clique em > Fórum Ultralentes!

Paciente M.L. 43 anos, portadora de ceratocone em OS, usava lente Ultracone neste olho e uma lente Ultraflat em OD com transplante de mais de 5 anos, adaptadas pelo Dr. Saul Bastos, há vários anos, veio para revisão com o Dr. Marcelo Bittencourt e com o Luciano. Referia desconforto, foi constatado que houve grande progressão do caso. A foto mostra umas das lentes testadas, de curvatura 71x48x45 de poder -29.50 e diâmetro 11.5 mm. Acuidade Visual 20/25 com mínimo toque apical, pela fenda pode-se observar lágrima passando entre a lente e a córnea. Um dos chamados casos de ceratocone extremo. Esta paciente está com indicação de transplante e em espera de doador, mas usa suas lentes de 10 a 12 horas, sem sinais clínicos de erosão, ceratite ou queixa, podendo exercer suas atividades diárias e manter uma satisfatória qualidade de vida. Foi desenvolvida pelo Luciano, uma lente Ultracone personalizada para esta paciente, de maneira a atender as necessidades particulares desta córnea.


*Temos um filme o qual tentaremos disponibilizar, pois nele é bem mais fácil visualizar que passa lágrima e que a córnea tolera bem a lente.




Atendimento de Pacientes

O Instituto de Olhos Dr. Saul Bastos tem a tradição de atender pacientes para a adaptação e readaptação de lentes de contato especiais, desenvolvidas pela Ultralentes, nos mais complexos e difíceis casos de córneas irregulares. Ceratocone desde iniciais até os mais avançados e também extremos, pacientes com transplante de córnea, com seqüelas de cirurgias refrativas, pós-trauma, degeneração marginal pelúcida, afacia, alta miopia e astigmatismos e outras distrofias da córnea, são resolvidos com máxima eficiência, graças há mais de 40 anos de pesquisa clínica e científica iniciada pelo seu fundador, Dr. Saul Bastos, e agora continuada, por seu filho Luciano Bastos, especializado no assunto há mais de 20 anos e pela qualificada equipe médica do IOSB.

Os pacientes do IOSB - Instituto de Olhos Dr. Saul Bastos contam com horários de segunda a sexta feira, das 08:30 as 18:30. O instituto atende a diversos planos de saúde e convênios, tais como: Unimed, Ipe, Bradesco, Golden Cross, Cabergs, Petrobras, Medservice, UNI-Saúde (Unibanco), Sener, AMA, Amil, Pro-Work, OAB, SAS, Sindicato dos Psicólogos e Assembléia Legislativa de Porto Alegre. Está aberta a credenciar-se em outros planos de saúde e convênios mediante interesse.

O IOSB recebe semanalmente pacientes vindos de outras cidades do estado e do país, e para melhor atender a esta grande demanda que não reside em Porto Alegre, mantém convênios com a cadeia de Hotéis Plaza e com o Residencial Jari (apart-hotel), todos próximos, nas imediações do Instituto. O paciente que desejar aproveitar os preços de diárias especiais e se necessário acompanhamento e tratamento especial, podem entrar em contato com a Sra. Vera Klassmann através dos seguintes contatos:

Telefones: (51) 3226 0746 ou (51) 3226 2794

Celular: (51) 8444 5050

MSN: iosb_iosb@hotmail.com

E-mail: iosb@iosb.com.br

Web: http://www.iosb.com.br/

  • Observações:
  1. O prazo de entrega em média das lentes rígidas (RGPs ou gás permeáveis) fluorosiliconadas é de 48/72 hs. úteis, podendo estudar casos especiais.
  2. Os pacientes que vem de outras cidades e de outros estados para adaptação ou readaptação de lentes de contato, geralmente tem de permanecer por no máximo dois a três dias para que suas lentes fiquem prontas, sendo que em casos especiais podem ser estudados.
  3. Os pacientes que forem consultar para adaptação ou readaptação de lentes de contato deverão obedecer as seguintes condições para que suas lentes fiquem precisas: a) Ficar de 2 a 3 dias sem usar lentes se usar lentes rígidas gás permeáveis, b) Ficar de uma semana a 10 dias sem usar lentes de forem gelatinosas. Isso é fundamental para assegurar a precisão dos exames e do correto planejamento das novas lentes.